1ª Semana Internacional de Acessibilidade e Cultura

Entre os dias 9 e 15 de setembro, o Instituto Francês, o Instituto Goethe e a Secretaria de Estado da Cultura apresentam no Rio de Janeiro a Primeira Semana Internacional de Acessibilidade e Cultura. Um painel de seminários que conduzem ao debate e à reflexão entre atletas portadores de deficiências e agentes culturais. Esta nova maneira de se encarar a deficiência é um primeiro passo para que ocorram mudanças efetivas de atitudes e ações institucionais.

JPEG

Os Jogos Paralímpicos Rio 2016 representam uma excelente oportunidade de ampliar o debate sobre a acessibilidade, para a construção de uma sociedade verdadeiramente plural e justa. É dentro deste espírito paralímpico que se realiza a 1ª Semana Internacional de Acessibilidade e Cultura, entre os dias 9 e 15 de setembro, na Biblioteca-Parque Estadual (Av. Presidente Vargas 1261, Centro, Rio de Janeiro) e e na Biblioteca-Parque de Manguinhos (Av. Dom Helder Câmara 1184, Benfica, Rio de Janeiro).

Artistas, gestores, políticos, pesquisadores, personalidades, teóricos e ativistas do cenário nacional e internacional se encontrarão para refletir sobre o que se entende por “acessível” e debater o papel da cultura no que diz respeito à acessibilidade.

Atualmente, o significado do conceito de acessibilidade vem se ampliando cada vez mais e levando a discussões sobre, por exemplo, o respeito aos diversos gêneros e modos de existência; a inclusão de sujeitos e coletivos que permanecem à margem dos conteúdos culturais; políticas públicas, leis e regulamentações que podem ser implementadas tanto para afastar padrões de normalidade ainda carregados de preconceitos como para positivar as lutas fundamentais neste setor.

Entre os convidados estarão: o escritor, dramaturgo, roteirista e jornalista brasileiro Marcelo Rubens Paiva; a diretora teatral inglesa Jenny Sealey, diretora artística do Graeae Theatre Company e ganhadora do prêmio Liberty Human Rights Arts, que ficou conhecida por dirigir, com Bradley Hemmings, a cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Londres; Isabel Portella, museóloga e crítica de arte, coordenadora e curadora da Galeria do Lago Arte Contemporânea do Museu da República-Rio/Ibram (MinC); Kirsten Bruhn, ex-nadadora alemã e ex-atleta tricampeã paralímpica; Åsa Regnér, Ministra da Suécia para Crianças, a Terceira Idade e a Igualdade de Gêneros; Patrick Segal, escritor, cineasta e ex-atleta francês; e Betty Siegel, diretora da VSA (Very Special Arts) e Acessibilidade no John F. Kennedy Center em Washington, D.C.

O evento contará também com a presença de palestrantes franceses:
 Gilles de la Bourdonnaye, ex-campeão paraolímpico de ping pong e diretor da Aliança Francesa de Florianópolis no Brasil, que participará de uma mesa sobre esporte.

 Michel Douard, membro do Festival Internacional do Filme sobre Handicap de Cannes, apresentará o Festival lançado esse ano em Cannes no mês de setembro. Ele fara uma intervenção sobre as questões de acessibilidade na área audiovisual.

 Fatima Alves, Especialista das questões sobre acessibilidade das instituições culturais, ela participara de uma mesa sobre o desafio frente à acessibilidade nos museus e bibliotecas publicas e animara uma oficina de duas horas sobre a cegueira.

 Patrick Segal, escritor e ex-atleta paraolímpico participara de uma mesa sobre literatura e de um encontro sobre politicas culturais.

 Malik Badsi : diretor e criador da YOOLA, a primeira e única agência de viagem para deficientes do mundo. Francês morando em Paris, Malik criou essa agência para permitir o acesso a indivíduos com deficiência aos grandes eventos esportivos.

Serão exibidos três filmes franceses tratando, entre outros temas, da deficîencia e da acessibilidade :
 “La Famille Bélier” (“A Família Bélier”)
 “La petite casserole d’Anatole” (título original), de Eric Montchaud
 “Des silences bavards” (título original), de Katia Marins-Maresco

O evento é uma iniciativa conjunta do Instituto Francês do Brasil e do Goethe-Institut (com apoio do Fundo de Cultura Franco-Alemão) e da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro (por meio da Superintendência de Leitura e Conhecimento), e conta com a parceria da Embaixada da Suécia, da Missão Diplomática dos EUA no Brasil, do British Council, da Embaixada da República da Coreiae da União Europeia no Brasil.

Baixe aqui o release do evento :

Word - 53.9 KB

Baixe aqui a programação integral do evento (atenção, no dia 8, a abertura do evento serárestrita a convidados):

PDF - 1.1 MB

publié le 02/09/2016

haut de la page