Arte no muro da Casa Europa

Os artistas Jef Aerosol, ±MaisMenos± Rero e Herbert Baglione estão no Rio de Janeiro para realizar intervenções externas, e assim deixar sua marca nos muros do centro do Rio. É neste contexto que Jef Aerosol, artista pioneiro da street art na França, fez uma intervenção na fachada da Casa Europa.

JPEG
A Caixa Cultural do Rio de Janeiro apresenta de 2 de agosto a 5 de outubro a exposição “Street art – um panorama urbano” com curadoria de Léonor Viegas.

A exposição reúne obras de estilos diferentes, confrontando assim as diversas técnicas (colagem, pochoir etc). Grandes artistas internacionais estarão presentes através de suas criações: Jef Aerosol e Rero (França), Pixel Pancho e Y StenLex (Itália), os irmãos HowNosm (USA), ±MaisMenos± e Vhils (Portugal), e os brasileiros Herbert Baglione e Nunca.

_
JPEG

JPEG

O Cônsul Geral da França, Brice Roquefeuil, o Cônsul Adjunto, Jean-Charles Ledot e o Adido cultural, Guillaume Pierre, acompanham o trabalho de Jef Aérosol na fachada do prédio.

Os artistas Jef Aerosol, ±MaisMenos± Rero e Herbert Baglione estão no Rio de Janeiro para realizar intervenções externas, e assim deixar sua marca nos muros do centro do Rio. É neste contexto que Jef Aerosol, artista pioneiro da street art na França, fez uma intervenção na fachada da Casa Europa.

Os artistas franceses

Jef Aerosol (França) - http://www.jefaerosol.com

Jean-François Perroy, mais conhecido sob o pseudônimo Jef Aérosol é um artista pochoiriste francês oriundo da primeira onda da "street art" dos anos 80. Ele é um dos pioneiros e líderes desta arte efêmera.

Jef cria com frequência retratos de personalidades como Gandhi, Lennon, Hendrix, Basquiat, mas uma grande parte de seu trabalho é dedicado aos anônimos da rua. Jef Aérosol deixou seu traço nos muros de inúmeras cidades e colocou seu agora lendário "sitting kid" na Grande Muralha da China.

Em 2011, Jef realizou no Beaubourg (em Paris) seu maior pochoir até hoje (350 metros quadrados), intitulado "Chuuuttt !!!" situado no coração da capital, na praça Stravinski, em frente à famosa fonte Jean Tinguely - Nikki de St Phalle e bem perto do Centro Georges Pompidou.

• Rero (França) - www.reroart.com

Nascido em 1983, Rero apresentou suas obras em várias instituições públicas como o Centro Georges Pompidou, o Museu en Herbe, o Museu de la Poste, Confluences em Paris ou ainda o Antje Øklesund de Berlim. No meio do caminho entre arte urbana e arte conceitual, Rero questiona por um lado o contexto da arte, por outro, os códigos da imagem e da propriedade intelectual através de um acrônimo que aparece regularmente em suas obras WYSIWYG (What You See Is What You Get).
Fortemente impregnado por conceitos da filosofia e da sociologia, ele não se cansa de questionar os códigos da sociedade, especialmente em torno das noções de consumo e obsolescência, sem nunca julgar, mas propondo que o público o faça por si mesmo. O artista questiona os limites do íntimo com o que tornamos público voluntária ou involuntariamente, consciente ou inconscientemente na Internet. Através de uma construção radical, onde tudo deve ser mostrado e nada deve ser escondido, Rero determina o limite entre o interior e o exterior.


Exposição Street Art – Um panorama urbano
Vernissage – 1° de agosto (às19 hs)
Visita guiada: 2 de agosto (às 15hs)

Endereço CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Galeria 4, Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô: Estação Carioca)

publié le 06/08/2014

haut de la page