CHAMADA 04-2016 “CÁTEDRAS FRANCO-BRASILEIRAS NA UFMG”

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em parceria com a Embaixada da França no Brasil lança a terceira edição do Programa Cátedras Franco-brasileiras na UFMG, voltado para a atuação na UFMG de professores ou pesquisadores de instituições francesas de ensino superior e de pesquisa.

JPEG

Modalidades gerais :

O Programa Cátedras Francesas na UFMG possibilita o acolhimento – em todas as disciplinas – de professores ou de pesquisadores de estabelecimentos de ensino superior e de pesquisa francês por uma duração superior a 45 dias e inferior a 4 meses. O Programa privilegia a constituição de parcerias entre duas equipes de pesquisa, com uma perspectiva de perenidade e reciprocidade.

Os candidatos selecionados receberão uma bolsa mensal da UFMG de acordo com as condições estabelecidas no anexo 1; a Embaixada da França arcará com o bilhete de avião de ida-volta.

Requisitos de elegibilidade: ser Professor de Universidades, Palestrante, Responsável de Pesquisa ou Diretor de Pesquisa, dentro do enquadramento funcional francês. A habilitação para orientar pesquisadores (HDR) será considerada como critério preferencial. Não há nenhuma exigência de nacionalidade francesa.

Serão priorizados projetos que possam associar um doutorando (realizando um doutorado sanduiche) ou um pós-doutorando no escopo das atividades planejadas.

Os projetos poderão ser submetidos em francês, português ou inglês, e deverão indicar as necessidades linguísticas previstas para a realização das atividades, tais como tradução e interpretação, sendo que nenhuma despesa adicional desta natureza poderá incluída nos marcos dos financiamentos desta Chamada.

Prioridades temáticas:
Ciências Humanas e Sociais, Letras, Artes e Música, Ciências Naturais e Biológicas, Ciências Exatas e Engenharias.

O Comitê Assessor Franco-Brasileiro, estabelecido no âmbito deste Programa, será responsável pela seleção dos candidatos, bem como pelo acompanhamento e pela avaliação das Cátedras.

Modalidades práticas:

1/ O projeto
Os candidatos deverão submeter um projeto elaborado entre duas equipes de pesquisa ou pelo menos entre um professor francês e um professor da universidade de acolhida (UFMG), denominado “professor anfitrião", responsável pelo projeto e pela Cátedra em cada universidade, descrevendo um Plano de Trabalho com as atividades de ensino e de pesquisa previstas e indicando as datas para estadia no Brasil. O projeto deverá prever pelo menos uma ou mais conferências voltadas para o "grande público" ou uma ou mais atividade(s) de popularização científica. A apresentação do projeto deve ser breve (máximo de 10 páginas em formato A4).

Todas as candidaturas serão analisadas pela Câmara Departamental ou instância correspondente da Universidade que receberá o candidato.

Os seguintes documentos deverão ser anexados ao dossiê de candidatura:
-  Projeto com Plano de Trabalho atendendo as especificações desta Chamada;
-  CV do Professor visitante;
-  Cópia do passaporte do Professor visitante;
-  CV "Lattes" resumido do Professor referência na UFMG;
-  Parecer da Câmara Departamental ou instância correspondente Universidade de acolhimento (UFMG).

Todos os documentos deverão ser encaminhados em versão eletrônica, em formato PDF.

2/ O professor referência da cátedra
O projeto será apresentado pelo professor anfitrião à Câmara Departamental ou instância correspondente que o avaliará por meio de parecer. Ao submeter o projeto, o professor anfitrião, responsável pela Cátedra na UFMG, concorda em participar do programa definido em conjunto com o colega francês, e em garantir as condições de acolhimento em função do programa de trabalho definido.

O Comitê Assessor chama a atenção dos candidatos sobre a importância de elaborar o projeto da forma mais concisa possível, conjuntamente entre o professor visitante e o professor anfitrião, com especial atenção para a escolha das datas da estadia, as necessidades logísticas em função da natureza e das ambições do projeto e da mobilização de recursos disponíveis em termos de comunicações ou de valorização das atividades conduzidas.

3/ A escolha de datas
As estadias deverão começar impreterivelmente a partir de agosto de 2015 e serem concluídas até o inicio dezembro de 2015.

Excepcionalmente, as datas que constem no projeto poderão ser modificadas, dentro do limite do período citado para o ano de 2015. Os candidatos selecionados que desejarem adiar sua chegada para o próximo ano perderão automaticamente o benefício da seleção.

O Comitê Assessor chama a atenção dos candidatos sobre datas de estadia: elas deverão ser escolhidas de comum acordo com o professor anfitrião em função do calendário brasileiro (fora das férias universitárias) e de sua própria disponibilidade, sempre de acordo com os compromissos que o professor de referência poderá ter no ano, dentro ou fora da universidade.

4/ As obrigações do selecionado
No final da sua estadia, os bolsistas devem apresentar um relatório de atividade às partes francesas e brasileiras.

Para fins de registro e comunicação, os bolsistas deverão informar sistematicamente o Comitê Assessor sobre suas atividades públicas, tais como, conferências, seminários, debates de ideias, etc.

Calendário 2015 :

Os projetos deverão ser submetidos até a data-limite de 12 de Junho de 2015 aos responsáveis da Diretoria de Relações Internacionais da universidade de acolhimento (UFMG) e ao Serviço de Cooperação e Ação Cultural - SCAC - da Embaixada da França no Brasil, para Minas Gerais.

Para mais informações: Professor Fábio Alves (UFMG): gab@dri.ufmg.brou Karla Amorim (SCAC MG do Consulado da França): sec.scac@gmail.com

O Comitê Assessor informará os candidatos dos resultados da seleção até a data de 25 de junho de 2015.

Baixe aqui o regulamento completo:

Word - 97 KB

publié le 03/05/2016

haut de la page