Delegação de executivos franceses visita o Rio para o 3° Fórum econômico Brasil-França

Uma delegaço de mais de 30 executivos franceses visitou o Rio no dia 17 de junho, para o 3° Fórum econômico Brasil-França. Encontros foram organizados com o Presidente da BNDES, o Sr. Luciano COUTINHO. e com o governador do Rio de Janeiro, o Sr. Luiz Fernando Pezão.

JPEG

O primeiro encontro do dia, foi com o Presidente da BNDES, o Sr. Luciano COUTINHO. O Presidente do Banco de Desenvolvimento insistiu sobre o papél essencial dos investimentos franceses na econômia fluminense e brasileira. O Presidente do braço internacional do Movimento das Empresas da França (MEDEF), o Sr. Jean Burelle, lembrou que são mais de 100 empresas francesas atuando no Rio de Janeiro, empregando mais de 25 mil pessoas. O Presidente da BNDES lembrou aos empresarios presentes as prioridades de financiamento do BNDES entre quais: o transporte de massas e o saneamento.

JPEG
JPEG

O Encontro Empresarial Brasil-França continuou na Federação das Indústrias do estado do Rio de Janeiro. O encontro reuniu o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, e empresários e autoridades dos dois países para debater as oportunidades de negócios com as empresas francesas no Brasil. Em 2014, o comércio entre França e Brasil movimentou 8,6 bilhões de dólares. O evento foi promovido pelo Sistema FIRJAN, através do Centro Internacional de Negócios, e o Movimento das Empresas da França (MEDEF).

JPEG
JPEG
Governador Luiz Fernando Pezão participa de almoço na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN), para receber o Fórum Econômico Brasil- França, no centro do Rio de Janeiro.
Fotógrafo: Carlos Magno

No almoço, realizado no dia 17 de junho, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, presidente do Sistema FIRJAN, destacou a importância da parceria com a França para o estado. “A FIRJAN sempre trabalhou muito para atrair investimentos franceses para o Rio de Janeiro. A França é internacionalmente reconhecida pela sua expertise, entre outros campos, nos transportes, na logística e nas grandes obras. O Rio espera que parcerias com empresas francesas contribuam para aprimorar sua infraestrutura e seu planejamento urbano, entre outras áreas. É importante que as empresas francesas saibam que nós somos o estado com mais capacidade de trabalho do país”, afirmou o presidente do Sistema FIRJAN.

JPEG
Encontro reuniu na FIRJAN empresários e autoridades da França e do Brasil, incluindo o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão

Luiz Fernando Pezão destacou os investimentos franceses no estado e o apoio a projetos de infraestrutura. “A França é o país com mais empresas em nosso estado, as empresas francesas acreditam no nosso potencial. Entre multiplos exemplos, o estado recebe recursos da Agencia Francesa para o Desenvolvimento (AFD) para a construção da Linha 4 do metrô, sendo um dos melhores empréstimos que já realizamos”, afirmou.

De acordo com Gérard Wolf, vice-presidente da MEDEF Internacional, a crise econômica que o Brasil vive não impedirá o crescimento da participação de empresas francesas no país: “Não vamos nos desinteressar ou diminuir nossos esforços. Sabemos que os ajustes vão criar novas oportunidades, pois haverá menos rigidez, e a permanência de nossas empresas será mais fácil”. O MEDEF é uma das mais importantes instituições empresariais do mundo e representa mais de 800 mil empresas.

Após o almoço, foram realizados dois painéis com os temas Cidade Sustentável e Energia. No primeiro, foram apresentadas as experiências do Centro de Operações do Rio e do Rio Resiliente, que visa aumentar a capacidade do município em se recuperar de eventos catastróficos, e as boas práticas do Grupo Egis – empresa francesa com filial no Brasil – na implementação de soluções para mobilidade urbana. No painel sobre Energia, foram abordadas as questões-chave para o planejamento energético brasileiro. Foi abordada também a construção de sistemas Smart Grid, redes de energia elétrica inteligentes, pela Alstom Grid, grupo industrial francês com atuação na América Latina.

Também participaram do evento, que ocorreu por ocasião do III Fórum Econômico Brasil-França, o vice-governador do estado do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles; o diretor do Centro Internacional de Negócios, Amaury Temporal; o cônsul-geral da França no Brasil, Brice Roquefeuil; Claudine Bichara de Oliveira, Presidente da Câmara de Comércio França-Brasil; e Maria da Conceição Ribeiro, Presidente da CODIN.

Fonte: Sistema Firjan

publié le 19/06/2015

haut de la page