Duas companhias francesas na 24a edição do Panorama Festival

Do 31/10 a 15/11, duas companhias francesas participam da 24a edição do Panorama Festival: a companhia O de Bouchra Ouizguem com o espetaculo « HA ! » e Barbara Matijevic com o espetaculo « Forecasting ».

HA!

JPEG

HA! de Bouchra Ouizguen e Cie O
05 e 06 nov. 19h30
Centro Cultural Banco do Brasil – Teatro II
Classificação etária: 12 anos
Duração: 45 min
Ingressos: R$ 10,00

Inspirando-se na obra de Jalal ad-Din Rumi (1207-1273), grande poeta persa e Sufi místico que fundou a ordem dos Dervixes Rodopiantes, HA!, criação da coreógrafa e performer Bouchra Ouizguen, explora a loucura. Mas qual loucura? A do gênio ou sábio? Comum ou sanguinária? Isoladora ou libertadora? Da adoração ou desesperada? Na Europa, os loucos são sempre trancados, diferentemente da cultura árabe, onde têm o seu lugar na sociedade. Canto, dança e rituais místicos, transe ou xamanismo. Uma jornada através do Marrocos para investigar o relacionamento entre o corpo e a alma - cada qual com suas obsessões.

Sobre a artista
Bouchra Ouizguen é a coreógrafa marroquina mais célebre de sua geração, com suas criações apresentadas em todo o mundo. Autoditada, colaborou com coreógrafos francês renomados, como Bernardo Montet, Boris Charmatz e Mathilde Monnier. Em 2002, ao lado de Taoufiq Izeddiou, fundou a ANANIA, companhia de dança contemporânea em Marrakech e criou o festival de dança On Marche. Em 2011 fundou sua própria companhia, O, e com ela criou os espetáculos Voyage Cola (2011), HA! (2012) e Corbeaux (2014), uma performance para 20 mulheres.

Mais informações

Forecasting

JPEG

Forecasting de Barbara Matijević e Giuseppe Chico
Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto
12 nov às 21h, 13 nov às 15h* e às 21h
Classificação etária: 14 anos
Duração: 50 min
Ingressos: R$ 30,00 / R$15,00 (meia)
*sessão do Programa Educativo

A premissa é simples: a partir de uma coleção de videoclipes amadores capturados no YouTube, Barbara Matijević manipula um laptop e rediscute nossa capacidade de ensinar e aprender a fazer coisas banais. O resultado, surpreendente, aponta para um conjunto de deslocamentos espaciais e temporais.

Sobre a artista
Barbara Matijević estudou dança com o coreógrafo Kilina Cremona, em Zagreb. Em 2003, juntou-se ao dramaturgo e diretor Saša Božic e o bailarino e coreógrafo Željka Sancanin na companhia Kombinirane Operacije. Giuseppe Chico começou a estudar dança e composição em 2000, em Paris. Foi aluno de nomes como João Fiadeiro, Vera Montero, Julyen Hamilton e Vera Orlock e desde 2007 colabora com Barbara Matijević.

Mais informações

Mesa-redonda "Dançar o texto, escrever a Dança"

Além desses dois espatáculos, o Diretor adjunto do Centro Nacional de Dança de Paris, Sr. Aymar Crosnier, participará à mesa-redonda "Dançar o texto, escrever a Dança"

Domingo 01/11
15h às 17h : Mesa redonda – Dançar o texto, escrever a dança
Parque Lage – Platô/Quadra de tênis

publié le 30/10/2015

haut de la page