Julio Le Parc, o mestre da luz expõe no Rio

JPEG

Desde o dia 11 de outubro, o Rio de Janeiro exibe a exposição de um virtuose da luz, um ícone das artes plásticas desde 1960, o franco-argentino Julio le Parc.

JPEG
O artista Julio le Parc ao lado de Guillaume Pierre, Adido de Cooperação e de Ação cultural do Consulado Geral da França

No dia 11 de outubro mais de 700 personalidades do mundo cultural carioca se acotovelaram na inauguração da exposição « Le Parc Lumière » na Casa Daros em Botafogo.

A exposição excepcional apresenta a Coleção Daros Latinoamerica, baseada em Zurique, em torno de 30 instalações cinéticas e luminosas, produzidas na maioria nos anos 60.

Projetado na obscuridade, o espectador assiste como que hipnotizado à emergência da luz sobre fundo negro. Um imponente conjunto apresentado pela primeira vez no Brasil pelo Curador da Mostra, Hans-Michael Herzog.

JPEG
Guillaume Pierre, Adido de Cooperação e Ação Cultural, Yamil le Parc, filho do artista e administrador da sua obra e Brice Roquefeuille, Cônsul Geral

Julio le Parc é considerado como um dos mais importantes artistas geométricos e cinéticos dos últimos anos. É co-fundador do G.R.A.V. (Grupo de Pesquisa de Arte Visual) criado em Paris em 1960. Sua matéria-prima é a luz que ele associa ao movimento, estimulando
ao mesmo tempo a participação do público. Ele é autor de numerosos manifestos bem conhecidos entre os quais « Eliminar a palavra « arte » datado de 1960 ou « Estados Gerais das artes plásticas » sobre a situação da cultura na América Latina em 1986. Em 1966, recebeu o prêmio da Bienal de Veneza. O Grand Palais recentemente dedicou uma exposição coletiva, intitulada « Dínamo », aos artistas cinéticos, entre os quais Julio le Parc. O Palais de Tokyo também expôs algumas de suas obras durante os últimos meses.

JPEG

Mais informações :

"Le Parc Lumière"

De 12 de outubro de 2013 a 23 de fevereiro 2014

Casa Daros :

Rua General Severiano 159

Botafogo, Rio de Janeiro, RJ

Site oficial de Julio Le Parc : http://www.julioleparc.org

Casa Daros, clique.

publié le 26/01/2015

haut de la page