Manhã de autógrafos dos pequenos autores do Lycée Molière

Antes mesmo de aprenderem a ler, as crianças do jardim de infância do Lycée Molière escreveram, ilustraram e lançaram um livro, sob a orientação das professoras Marcia Reis, Margarete Mendes e Morgane Soares. No dia 12 de dezembro as próprias crianças autografaram a obra, durante uma manhã dedicada à literatura infantil no espaço cultural Maison.

JPEG

O projeto "Conto"

Desde 2012, Marcia Reis tem guiado seus pequenos alunos nesta aventura literária. No Jardim 3 (a “grande section de Maternelle”, na escola francesa), quando as crianças estão começando a conquistar o alfabeto, o que a entusiasmada professora propõe - a publicação de um livro - pode parecer um verdadeiro Everest de palavras. "No inicio, as crianças não acreditam que possam fazê-lo, revela Marcia com um sorriso, então devagarzinho começamos a imaginar o fim de algumas historias, a inventar o começo de outras, e quando elas menos esperam, já estão criando o próprio livro!". Marcia transformou seu projeto em uma experiência bicultural convidando também a Margarete Mendes, professora de português do Jardim. "Nós trabalhamos muito com o imaginário e o folclore brasileiro, explica Margarete, e criamos uma relação entre os personagens daqui, como o Saci Pererê, danadinho e peralta, com os dos contos franceses, como o Gato de Botas. A partir das semelhanças, as crianças escolhem os seus personagens e contam as suas próprias historias".

Morgane Soares juntou-se à equipe pedagógica do Lycée Molière há apenas alguns meses. Em agosto, enquanto ela ainda estava se adaptando ao ambiente e assumindo uma nova turminha, ela ficou encantada com o projeto “Conto” de Marcia. "Eu cheguei com vontade de me envolver num projeto pedagógico coletivo, para me entrosar na escola", ela se lembra. Rapidamente, ela ficou muito satisfeita com o resultado! "Quero dizer às crianças o quanto eu me orgulho delas! É claro que o conto tem imperfeições, afinal uma criança de cinco anos não sabe que conjugação se usa em literatura! Mas o livro é realmente delas, nós estávamos ali para orientá-las, mas os personagens, os heróis, os inimigos, tudo foi criado por elas."

"Pronto mamãe, já autografei o meu livro!"

Quando os textos ficaram prontos, um de cada turma, as crianças desenharam as ilustrações e os livros foram publicados por uma editora local. Convidados pelo Consulado Geral da França no Rio para lançar a sua primeira obra no espaço cultural Maison, os pequenos autores se encontraram dia 12 de dezembro para uma manhã literária. O programa teve - é claro - contos, com a participação dos "Tapetes contadores de histórias" e em seguida os pequenos apresentaram os seus livros, com direito a uma sessão de autógrafos para uma plateia de pais embevecidos.

Christophe Mahiout, diretor do Primário e do Jardim no Lycée Molière estava lá e comentou o evento: "Achei maravilhoso, espero que o projeto “Conto” desperte vocações literárias, tanto em francês quanto em português. O mais importante é que as crianças estão aprendendo a gostar de ler e escrever!".

JPEG
JPEG
JPEG

JPEG

publié le 19/12/2016

haut de la page