Os violinos da Maré nas nuvens do Corcovado

Pelo segundo ano consecutivo, a professora de violino Anne Constance Despretz organizou uma apresentação das crianças do Projeto educativo Uerê, da comunidade da Maré, no Teatro da Maison de France e também no Corcovado, aos pés do Cristo Redentor, ao lado de dois grandes solistas franceses, Régis Pasquier e Dominique de Williencourt.

Com o "Projeto Uerê" estampado em suas camisetas, os jovens violinistas se espremiam nos bastidores do Teatro da Maison de France. Na segunda-feira 23 de novembro de 2015, o palco acostumado a receber grandes nomes do mundo artístico brasileiro e francês, foi o cenário de um encontro diferente e solidário: as crianças da associação "Projeto Uerê" da comunidade da Maré, zona norte do Rio afinaram os seus violinos com os dos dois renomados músicos Régis Pasquier (violino) e Dominique de Williencourt (violoncelo).

JPEG

"As Cordinhas" da Maré

O Projeto Uerê é um centro educacional onde são acolhidas crianças que convivem com a violência, na comunidade da Maré. Baseados na pedagogia de Yvonne Bezerra de Mello, os professores oferecem aos alunos exercícios de cálculo mental e de memória, tudo num ritmo acelerado, para reativar o processo cognitivo e desencadear o mecanismo de aprendizado, muitas vezes prejudicado por traumatismos sofridos. Cerca de 450 crianças de 6 e 16 anos frequentam o centro educacional, além da escola de todo dia.

Há vários anos, Yvonne Bezerra de Mello recebe voluntarias francesas. Em 2013, Anne-Constance Despretz trouxe a sua sensibilidade musical à instituição, criando um curso de violino, "as cordinhas". A artista, que veio morar no Rio acompanhando o seu marido expatriado, rapidamente se encantou com "essas crianças tão carinhosas e atentas". Anne-Constance a colocou o seu talento musical à disposição do projeto, e montou em 2014 uma série de concertos com as crianças, acompanhadas pelo violoncelista Dominique de Williencourt: primeiro no Lycée Molière, "a primeira etapa de uma nova amizade", ela garante, e depois no Teatro da Maison de France. Em novembro de 2015, Anne-Constance já não mora mais no Rio, mas conseguiu dar um jeito de montar uma segunda edição desses concertos.

Uma série de concertos: música e teatro, nas ruas da Maré e no Corcovado

Esse ano, o violinista Régis Pasquier, de renome internacional, participou também da viagem. Junto com Dominique de Williencourt, eles se reuniram com as crianças do Uerê nos jardins do Museu de Arte Moderna no domingo 22 de novembro, onde fizeram um concerto ao ar livre, como parte de um programa já bem conhecido, "Música no Museu". Segunda-feira à noite, o Consulado Geral da França recebeu os artistas no Teatro da Maison de France, num concerto que encantou o público. Na abertura, dez alunos do Lycée Molière subiram ao palco para tocar algumas notas "demonstrando uma bela amizade entre a juventude francesa e a brasileira" e foram parabenizados pelo Cônsul Geral adjunto, Jean-François Laborie. Em seguida, e pela primeira vez, os alunos do Uerê tocaram em formação de orquestra. "Foi uma oportunidade de valorizarmos o trabalho e a perseverança dessas crianças, estão todos de parabéns pelo progresso que alcançaram em tão pouco tempo!", se alegrava Anne-Constance. Uma apresentação muito bem sucedida e que conquistou o publico, que assistiu em seguida aos solistas Régis Pasquier e Dominique de Williencourt.

No dia seguinte, foi a vez de Yvonne Bezerra de Melo organizar o concerto. Como as salas de aula são pequenas para receber os músicos, e como Yvonne é uma mulher pragmática, "vamos tocar na rua, na frente da escola, e a vizinhança toda vai poder aproveitar também!". Dito e feito: pouco depois, sob o olhar encantado dos moradores da comunidade da Maré, as crianças do bairro empunharam seus violinos e tocaram com os dois solistas, internacionalmente famosos.

Para concluir esta série de concertos, Anne-Constance escolheu um lugar muito simbólico: na quarta-feira 25 de novembro, aos pés da estátua do Cristo Redentor, cartão postal da cidade, as crianças do Uerê e do Lycée Molière se encontraram com Régis e Dominique, para um ultimo concerto, nas nuvens. A apresentação recebeu as felicitações do Cônsul Geral da França, Brice Roquefeuil: "Admiramos muito o trabalho de Yvonne e Anne-Constance; agradeço também aos músicos Régis Pasquier e Dominique de Williencourt, e a todas as crianças, jovens violinistas, por nos brindarem com essa linda demonstração de amizade e esperança".


JPEG
JPEG
JPEG
Crédito: Anne-Constance Despretz
JPEG
Crédito: Anne-Constance Despretz
JPEG
Crédito: Anne-Constance Despretz
JPEG
JPEG
JPEG
JPEG
JPEG
Crédito: Emma Monteiro da Rocha
JPEG
Crédito: Emma Monteiro da Rocha
JPEG
Crédito: Emma Monteiro da Rocha
JPEG
Crédito: Emma Monteiro da Rocha

publié le 26/11/2015

haut de la page